Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube

espaço

Monday , 10 de july de 2017

Em audiência com PGJ, representantes judaicos pedem medidas para barrar obra de Hitler

Direitos do livro "Mein Kampf" caíram em domínio público
Direitos do livro "Mein Kampf" caíram em domínio público

O Procurador-Geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, recebeu nesta segunda-feira (10/7) em audiência membros da Confederação Israelita do Brasil e da Federação Israelita do Estado e São Paulo. Os representantes da comunidade judaica solicitaram ao Ministério Público de São Paulo medidas no sentido de impedir a circulação do livro "Mein Kampf", de autoria de Adolf Hitler. Desde janeiro do ano passado, os direitos autorais da obra caíram em domínio público.

Fernando Lottenberg e Rony Vainzof, respectivamente presidente e secretário da confederação, assim como Ricardo Berkiensztat, presidente executivo da federação, expuseram ao PGJ a preocupação das entidades quanto à disseminação de ideias que fazem apologia ao ódio racial.

Também participaram do encontro o jurista Celso Lafer, os advogados Lilia Frankenthal e Octávio Aronis, bem como o promotor de Justiça Roberto Livianu e advogada Mônica Rosenberg Braizat.


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço