Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube

espaço

Friday , 10 de august de 2018

Ex-diretor de cultura de Ilha Solteira é condenado a pedido do MPSP

Nilson Miranda Nantes foi sentenciado a 17 anos de prisão
Nilson Miranda Nantes foi sentenciado a 17 anos de prisão

Após investigação do MPSP em contratação de empresas pela prefeitura de Ilha Solteira para a realização de shows em 2010, o TJSP condenou Nilson Miranda Nantes, à época diretor de cultura da cidade, por fraude em licitação. Nantes também é alvo de sentença por tentar atrapalhar as investigações e foi sentenciado a 17 anos de prisão. O prefeito afastado da Ilha Solteira, Edson Gomes, ainda está sendo julgado no TJSP por envolvimento no caso.

A investigação apurou a dispensa indevida de licitação e o direcionamento de contratações realizadas pela prefeitura de Ilha Solteira com empresas para a realização de shows dos artistas Paula Fernandes, Michel Teló, Banda Alma Serrana e Divino e Donizete. Os empresários condenados são Dawis Krystiani Miguel Surek, da empresa Sistema 1 Locação de Som e Luz Ltda, e Uesley Janio Vieira Severo, dono de empresa que leva seu próprio nome.

Nantes usava a empresa de Severo como intermediária para contratar outras empresas. A investigação apurou que no período de 2009 a 2011 algumas empresas prestaram serviços quase exclusivamente à Prefeitura de Ilha Solteira e, após o ano de 2011, tais companhias não prestaram mais serviços a entes públicos, sendo que algumas delas foram encerradas.


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço