Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Instagram
Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Instagram

espaço

Wednesday, 10 de october de 2018

Projeto Promover é um dos temas tratados por PGJ em reunião com promotores de Bauru

Smanio apresentou balanço de sua gestão nesta terça-feira
Smanio apresentou balanço de sua gestão nesta terça-feira

Novos concursos para membros e servidores, implementação do processo eletrônico e o RH Digital permitindo a realização de requerimentos pelo celular foram alguns dos temas abordados pelo procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, durante reunião realizada nesta terça-feira (9/10) em Bauru, com promotores de Justiça que atuam na região. Ao apresentar um balanço das iniciativas adotadas durante sua gestão, o PGJ destacou ainda o Projeto Promover, da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Planejamento, que estabelece a oferta de apoio às Promotorias de Justiça para que servidores e membros extraiam todo o potencial das novidades tecnológicas que vêm sendo adotadas no MPSP. "Nossa intenção é encontrar caminhos para desafogar o trabalho, que é volumoso para todos", disse.

Depois de ressaltar a satisfação de estar em Bauru, que considera um "celeiro de boas práticas do Ministério Público", Smanio disse que é preciso estimular a atuação em conjunto, valorizando a integração política e institucional no âmbito do Ministério Público e também de outros órgãos. Nesse sentido, ele lembrou dos recentes acordos firmados com entidades como Tribunal de Contas, Detran, Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Polícia Técnico-Científica, que proporcionam a troca de informações e o acesso aos membros do MPSP a bancos de dados de outras instituições, abrindo espaço para maior apoio ao trabalho desenvolvido por promotores de Justiça com atuação nas mais diversas áreas.
 

As parcerias estabelecidas com a Fundação Getúlio Vargas, Mackenzie e Insper para a elaboração de políticas públicas também foram tratados pelo PGJ durante o encontro, assim como a necessidade de aliar à estrutura do Núcleo de Assessoria Técnico Psicossocial experiências trazidas por professores alunos e pesquisadores de entidades de ensino em todo o Estado. "Precisamos pensar em formas de racionalizar nosso trabalho", afirmou. De acordo com Smanio, o trabalho preventivo, sobretudo na área de improbidade por meio do projeto Sinal de Alerta, é fundamental para tornar ainda mais célere a resposta dada pelo MPSP à sociedade. O programa facilita o combate aos conluios formados por empresas que fraudam licitações abertas por administrações municipais em todo o Estado de São Paulo.  

A reunião de bancos de dados por meio da Soli e as campanhas "Retratos da Cidadania" e "A regra é clara" também foram apresentadas pelo PGJ como exemplos de boas práticas recentemente desenvolvidas.

Lidia Helena dos Passos (subprocuradora de Integração e Relações Externas), Fernando Kfouri (secretário administrativo da PGJ) e José Carlos Cosenzo (coordenador de Assuntos Estratégicos do MPSP) também acompanharam o encontro.


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço