Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube

espaço

Wednesday, 10 de october de 2018

Projeto Promover é um dos temas tratados por PGJ em reunião com promotores de Bauru

Smanio apresentou balanço de sua gestão nesta terça-feira
Smanio apresentou balanço de sua gestão nesta terça-feira

Novos concursos para membros e servidores, implementação do processo eletrônico e o RH Digital permitindo a realização de requerimentos pelo celular foram alguns dos temas abordados pelo procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, durante reunião realizada nesta terça-feira (9/10) em Bauru, com promotores de Justiça que atuam na região. Ao apresentar um balanço das iniciativas adotadas durante sua gestão, o PGJ destacou ainda o Projeto Promover, da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Planejamento, que estabelece a oferta de apoio às Promotorias de Justiça para que servidores e membros extraiam todo o potencial das novidades tecnológicas que vêm sendo adotadas no MPSP. "Nossa intenção é encontrar caminhos para desafogar o trabalho, que é volumoso para todos", disse.

Depois de ressaltar a satisfação de estar em Bauru, que considera um "celeiro de boas práticas do Ministério Público", Smanio disse que é preciso estimular a atuação em conjunto, valorizando a integração política e institucional no âmbito do Ministério Público e também de outros órgãos. Nesse sentido, ele lembrou dos recentes acordos firmados com entidades como Tribunal de Contas, Detran, Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Polícia Técnico-Científica, que proporcionam a troca de informações e o acesso aos membros do MPSP a bancos de dados de outras instituições, abrindo espaço para maior apoio ao trabalho desenvolvido por promotores de Justiça com atuação nas mais diversas áreas.
 

As parcerias estabelecidas com a Fundação Getúlio Vargas, Mackenzie e Insper para a elaboração de políticas públicas também foram tratados pelo PGJ durante o encontro, assim como a necessidade de aliar à estrutura do Núcleo de Assessoria Técnico Psicossocial experiências trazidas por professores alunos e pesquisadores de entidades de ensino em todo o Estado. "Precisamos pensar em formas de racionalizar nosso trabalho", afirmou. De acordo com Smanio, o trabalho preventivo, sobretudo na área de improbidade por meio do projeto Sinal de Alerta, é fundamental para tornar ainda mais célere a resposta dada pelo MPSP à sociedade. O programa facilita o combate aos conluios formados por empresas que fraudam licitações abertas por administrações municipais em todo o Estado de São Paulo.  

A reunião de bancos de dados por meio da Soli e as campanhas "Retratos da Cidadania" e "A regra é clara" também foram apresentadas pelo PGJ como exemplos de boas práticas recentemente desenvolvidas.

Lidia Helena dos Passos (subprocuradora de Integração e Relações Externas), Fernando Kfouri (secretário administrativo da PGJ) e José Carlos Cosenzo (coordenador de Assuntos Estratégicos do MPSP) também acompanharam o encontro.


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço