Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Instagram
Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Instagram

espaço

Wednesday, 10 de october de 2018

Gedec denuncia ex-diretor da Dersa por recebimento de propina na obra do Rodoanel

Pedro da Silva recebeu R$ 1 mi para alterar traçado de projeto
Pedro da Silva recebeu R$ 1 mi para alterar traçado de projeto

Nesta terça-feira (9/10), o promotor de Justiça Marcelo Mendroni, do Grupo Especial de Delitos Econômicos (Gedec), apresentou denúncia contra Pedro da Silva,  ex-diretor da Dersa, e também contra Hamilton Heliotrópio de Mattos, representante da empresa Pluri Engenharia Projetos. De acordo com o MPSP, Silva pediu propina de R$ 1 milhão para alterar o traçado do Rodoanel Norte, enquanto Mattos foi acusado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

A denúncia aponta que, em 2013, a Pedreira de Guarulhos, pertencente à empresa Intercement Brasil S.A., do grupo CCCC, recebeu uma notificação de desapropriação, que desagradava a empresa, em razão do traçado do Rodoanel Norte. A obra do rodoanel já havia sido contratada. O então diretor comercial da CCCC Eugênio Auler Neto procurou interceder junto à Dersa, fazendo-o através de Alessandro Vieira Martins, gerente comercial da CCCC, que contatou Silva, então diretor de engenharia da Dersa, para tentar resolver a situação. 

"Pedro da Silva referiu ser possível alterar o traçado, desde que a CCCC pagasse uma propina – que chamou de 'contribuição' de R$ 1.000.000,00. Eugênio Auler Neto e Alessandro Vieira Martins viram nesta situação uma possibilidade de ao mesmo tempo estreitar as relações com o Governo Estadual de SP e viabilizar o projeto de construção do túnel submerso Santos-Guarujá, cujo projeto veio a ocorrer finalmente em 03/09/2013 – mas acabou sendo suspenso", diz a denúncia.

Para o Gedec, um contrato "frio" foi realizado com a Pluri Engenharia Projetos para possibilitar o pagamento, que foi feito em duas parcelas de R$ 500 mil cada. Após os pagamentos, a Dersa anunciou que alteraria o traçado do rodoanel. "Assim agindo, Pedro da Silva solicitou e efetivamente recebeu, para si, indiretamente, em razão da função pública que exercia no Dersa, vantagem indevida, infringindo o seu dever funcional". 


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço