Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Instagram
Atalho para Facebook
Atalho para Twitter
Atalho para Youtube
Atalho para Instagram

espaço

Wednesday, 06 de march de 2019

Pindamonhangaba discute a instalação da Justiça Terapêutica na comarca

Procurador de Justiça ministrou palestra sobre o tema
Procurador de Justiça ministrou palestra sobre o tema
Justiça terapêutica - PindamonhangabaNa última sexta-feira (1º/3), o procurador de Justiça Mário Sérgio Sobrinho ministrou uma palestra sobre Justiça Terapêutica em Pindamonhangaba. Foi a primeira iniciativa para a instalação da Justiça Restaurativa na cidade. A ideia era  dar início à criação de uma rede que envolva os membros do Ministério Público, Judiciário, operadores do Direito e poder público municipal envolvendo o assunto.
 
O Salão do Júri local ficou lotado. Cerca de 40 pessoas ouviram a palestra organizada pelo promotor de Justiça Jaime Meira do Nascimento Junior. Compareceram ao evento todos os promotores de Justiça de Pindamonhangaba, juízes da comarca, representantes das secretarias da Saúde e de Assistência Social da cidade, da Ordem dos Advogados do Brasil e representantes de entidades de ajuda a tratamento de drogadição e alcoolismo, como Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos, Amor Exigente, Associação Antialcoólica e Al-Anom.
 
Integrantes dessas entidades e da Prefeitura de Pindamonhangaba também fizeram uma breve exposição sobre o trabalho realizado nessa área na região. Houve ainda depoimentos de pessoas que foram recuperadas. 
 
De acordo com Nascimento Junior, haverá reuniões mensais da Justiça Terapêutica a partir dos meses de abril ou maio após a seleção de casos que envolvam uso de entorpecente ou álcool na prática de crimes como violência doméstica, maus-tratos e conflitos domésticos que envolvam o possível risco de prisão. Os envolvidos e suas famílias serão convidados a participar das reuniões para se engajar nos tratamentos. “O intuito é que eles se tratem e se recuperem. Assim, teremos menos crimes no futuro”, afirma o promotor. 
 
Estiveram presentes ainda representantes das secretarias municipais de Saúde, da Juventude e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Lorena. 

A promotora de Justiça do Centro de Apoio Operacional Cível e de Tutela Coletiva (CAO Cível – área de Saúde Pública) Maria Carolina de Almeida Antonaccio participou da reunião por Skype. O promotor de Justiça de Roseira Carlos Shelini Cesar também esteve presente.

Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço