espaço

Wednesday, 18 de november de 2020

Verba obtida pelo MPSP viabiliza câmeras de segurança em Igarapava

Valor de R$ 1 mi é decorrente da Operação Pândega
Valor de R$ 1 mi é decorrente da Operação Pândega

Graças a verba de R$ 1 milhão obtida pelo MPSP, a cidade de Igarapava ganhou 46 câmeras de segurança, instaladas em pontos estratégicos do município. O monitoramento eletrônico é feito 24 horas por dia, permitindo que a empresa recebedora das imagens acionem a Polícia Militar no caso de eventuais ocorrências. 

O dinheiro que viabilizou o projeto é decorrente da Operação Pândega, deflagrada em julho de 2018 contra organizações criminosas compostas por agentes públicos e empresários de Igarapava. Promotores de Justiça descobriram que vereadores passaram a receber, desde 2013, uma espécie de "mensalinho" para formar a maioria da Câmara Municipal e, assim, conferir apoio político ao então prefeito Carlos Augusto Freitas. 

No período de 2013 a 2016, a organização criminosa fraudou procedimentos licitatórios e superfaturou contratos mantidos com o município com o intuito de levantar recursos para pagar vantagens indevidas aos vereadores. Em contrapartida, os vereadores aprovaram projetos de lei prejudiciais à população, tendo como resultado um imenso déficit no Orçamento da cidade. O esquema deixou um rombo de quase R$ 30 milhões nos cofres públicos em Igarapava.

Freitas e o irmão, Sérgio Augusto, também ex-prefeito do município, estão entre os condenados no âmbito da Operação Pândega.


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço