espaço

Wednesday, 17 de february de 2021

Funcionários da Fundação Casa são afastados após relatos de agressões

Promotoria comprovou abusos físicos e psicológicos
Promotoria comprovou abusos físicos e psicológicos

Onze funcionários acusados de praticar agressões contra internos em uma unidade da Fundação Casa na capital paulista foram afastados de suas funções a pedido da Promotoria da Infância e Juventude.

A decisão da Câmara Especial do Tribunal de Justiça acatou recurso impetrado pelos promotores Paula Camasmie, Flávio Lorza, Fernando Simões, Paulo Arantes e Ana Carolina Villaboim após o Juízo de primeiro grau ter negado o pedido para afastar os servidores. 

No recurso, os membros do MPSP apresentaram um sólido conjunto de provas para demonstrar a ocorrência de abusos físicos e psicológicos na unidade. Os relatos citados nos autos dão conta, por exemplo, de um procedimento apelidado de "recepção", em que novos internos foram vítimas de agressões, ameaças e constrangimentos. Exame pericial realizado em um adolescente revelou hematomas no abdômen e nos braços, caracterizando lesões corporais causadas por agente contundente.

O processo tramita em segredo de Justiça.


Núcleo de Comunicação Social

Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095
espaço
espaço

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Riachuelo, 115 - São Paulo - CEP 01007-904 - PABX: 11 3119.9000

Horário de Atendimento: das 9h às 19h

Todos os direitos reservados

 
espaço