Link de exemplo

Voltar para Notícias

Ícone da categoria criminal
Criminal

Condenado réu que se passou por médico em concessionária de rodovia paulista

Homem tinha CRM inativo de profissional já falecido

Em sentença do mês de agosto, um homem denunciado pela Promotoria de Justiça de Pindamonhangaba por exercício ilegal da medicina foi condenado a seis meses de detenção. A pena foi convertida no pagamento de dois salários mínimos, valor destinado a entidade de trabalho social indicada pelo Juízo. 

A denúncia oferecida em março deste ano menciona que o acusado se apresentou durante uma ocorrência de acidente de trânsito na Rodovia Presidente Dutra, passando a atender uma vítima. Informados de que havia uma pessoa praticando procedimentos incompatíveis com o regular exercício da medicina, policiais rodoviários foram até o local. O homem, que usava roupas utilizadas pelos médicos da concessionária CCR Nova Dutra, informou um número de CRM que estava inativo e pertencia a um médico já falecido. 

Outro processo em que o réu responde pelo mesmo crime, praticado em outra localidade, segue em andamento.