Link de exemplo

Voltar para Notícias

Administração Superior e Gestão

Ribeirão Preto recebe ciclo "MPSP: Diálogos sobre Democracia Interna"

"Acredito muito neste projeto", disse Sarrubbo; Fabiano Dallazen, ex-PGJ gaúcho, foi o convidado

Nesta quarta-feira (23/11), o ciclo "MPSP: Diálogos sobre Democracia Interna" chegou à região de Ribeirão Preto, tendo como convidado o promotor Fabiano Dallazen, que chefiou o Ministério Público do Rio Grande do Sul por dois biênios. Ele falou da experiência em seu Estado a convite do procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo. "Acredito muito neste projeto. Temos que criar um modelo com o selo do Ministério Público de São Paulo", disse o PGJ na abertura do evento, referindo-se ao aperfeiçoamento do processo democrático na instituição que está sendo construído a partir do debate com a classe. Dallazen tem a mesma visão. "Nós temos muitas realidades distintas", afirmou.

De acordo com o ex-PGJ gaúcho, mais do que considerar se o colega que submete seu nome ao escrutínio da classe para concorrer à lista tríplice é promotor ou procurador, os eleitores devem examinar se o candidato tem perfil para o cargo. "Sentar nessa cadeira é saber suportar pressão", definiu. "Se a gente não fizer essa abertura, poderemos estar alijando pessoas que têm o perfil", afirmou Dallazen.

Depois de sua exposição, o promotor José Gaspar, que mediou o debate, pontuou que a aspiração de ver um promotor concorrendo à lista tríplice marcou inúmeras gerações no MPSP. Augusto Soares Arruda Neto quis saber qual é a aceitação do modelo atualmente no Rio Grande do Sul. Luis Henrique Pacini Costa disse que a instituição conta com jovens no auge da carreira que podem assumir a PGJ. Naul Felca sugeriu que os promotores possam integrar o Conselho Superior. Para Cláudio Batista Moreli, encontros como o desta quarta legitima o pleito da classe.

"Quero parabenizar tanto a Procuradoria-Geral quanto a Escola Superior", afirmou o promotor Pedro Elias, que representou o presidente da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), Paulo Penteado, no evento. O diretor da Escola Superior do MPSP, Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, explicou que o ciclo "MPSP: Diálogos sobre Democracia Interna" viabiliza "conversar de uma maneira que organize as ideias para que elas possam produzir frutos". Em maio, ocorreu o primeiro encontro, em Piracicaba, com a presença do promotor Fernando Comin, procurador-geral de Justiça de Santa Catarina. Em agosto, Luciana Andrade, promotora e procuradora-geral de Justiça capixaba, falou aos colegas da região do Vale do Paraíba.  Ao longo de 2023, Sarrubbo visitará pessoalmente a outras regionais para dar continuidade ao projeto.

Os promotores Arthur Pinto de Lemos Junior (secretário especial de Políticas Criminais), Fernando Pereira (chefe de Gabinete da PGJ), Michel Romano (diretor-geral), Eduardo Tostes (assessor do Centro de Apoio Operacional Cível), Leonardo Romanelli (coordenador do Núcleo de Inteligência e Gestão do Conhecimento do Centro de Apoio à Execução), Mylene Comploier (assessora da Escola Superior), Rogério Sanches (assessor do Centro de Apoio Operacional Criminal) e Zenon Lotufo (assessor da Escola Superior) compareceram ao evento.

Confira a galeria de imagens do evento.

Links Relacionados: